Capa da Revista Osbervatório 32, com as cores terrosa e verde claro.

A edição 32 da Revista Observatório Itaú Cultural Perspectivas das Ancestralidades no Fazer Cultural debate como as ancestralidades negras e indígenas incidem na gestão, na economia e nas políticas culturais no Brasil.

A partir de diferentes perspectivas e reflexões, busca-se demonstrar de que modo, em um país marcado profundamente por desigualdades de renda e de raça, a promoção de uma sociedade mais justa passa também pela defesa e valorização das culturas negras e indígenas.

Assim, os leitores são convidados a refletir sobre como as ancestralidades, plurais e diversas, impactam os setores culturais e artísticos, conhecendo e se conectando às histórias e memórias que nos antecederam, a fim de interpretar o presente e projetar um futuro mais igualitário.

Confira abaixo o conteúdo da revista.

Apresentação Itaú Cultural

Ancestralidades negras e indígenas em diálogo, Ana Maria Gonçalves entrevista Leda Maria Martins e Ailton Krenak. Entrevista ao vivo no canal do Youtube do Itaú Cultural no dia 22/6, às 17hs. Confira!

1. Gestão cultural na perspectiva afro-indígena: ressignificação, reencantamento e cosmovisões, por Stéfane Souto

2. Mapeamento aldeias e aquilombamentos culturais, por Stéfane Souto

3. Desigualdades raciais no setor criativo: evidências quantitativas, por Larissa Couto da Silva e Marcelo Henrique Romano Tragtenberg

4. O funk e o rap em números: participação na indústria cultural, por Leonardo Morel e Vitor Gonzaga dos Santos

5. A importância da implementação de políticas públicas direcionadas à cultura funk, por Renata Prado de Almeida

6. Não queira! Ah, ah, Candaces! Notas da Casa de Candaces sobre a ballroom, por Casa de Candaces

7. O papel da juventude na comunicação e na luta indígena por direitos ambientais e culturais, por Alice Pataxó

8. Representação e representatividade: a obra de arte de autoria negra em circulação, por Deri Andrade

9. Reflexões artístico-filosóficas sobre a indústria cultural, por Aza Njeri

10. Em prol da igualdade racial: as políticas públicas e a importância do incentivo à cultura negra brasileira (linha do tempo), por Guilherme Miranda Silva

Entrevistas: A importância de políticas inclusivas para arte e cultura sob o aspecto da diversidade racial no Brasil, entrevistas com Erica Malunguinho, Hilton Cobra, Naná Sodré e Nell Araújo

Ensaio artístico, por Mauricio Negro

Expediente

Veja também