Está no ar mais um podcast semanal do Itaú Cultural. Em Ficções Itaú Cultural – uma série de audiodrama, diferentes artistas do teatro apresentam peças desenvolvidas especialmente para ser ouvidas. O trabalho de estreia é A mulher do início do mundo, do diretor e dramaturgo Fabiano Dadado de Freitas.

A peça é dividida em dois episódios – o segundo é publicado na próxima quinta, 26 de agosto – e tem como base o samba “E o mundo não se acabou”, de Assis Valente. Na música, gravada nos anos 1930 por Carmen Miranda, o fim do mundo é anunciado, as pessoas fazem o que julgam ser apropriado nesse contexto e, no fim das contas, descobrem que o apocalipse era uma notícia falsa.

O primeiro episódio de A mulher do início do mundo se chama “A voz do último dia”. Nele, a atriz Inês Peixoto e os atores Felipe Oladelé e Leonardo Netto dão vozes à trama, na qual uma cigana lê as mãos de um homem cético e prevê sua morte prematura. Entre os personagens da narrativa ainda há dois amigos que preparam um banquete e uma mulher que atravessa um oceano no suposto último dia do mundo.

(imagem: divulgação)

A mulher do início do mundo – a voz do último dia

Idealização, dramaturgia e direção: Fabiano Dadado de Freitas
Elenco: Felipe Oladelé, Inês Peixoto e Leonardo Netto
Técnicos de gravação: Gustavo Benjão (RJ) e Vinicius Alves (BH)
Assistência de produção: Gabriel Saito
Fotografia: Isabel Moreira
Colaboração dramatúrgica: Acácia Miê, Cecília Boal, Denise Espírito Santo, Diego Becker, Gabriel Saito, Inês Peixoto, Jaqueline Gomes de Jesus, Juracy de Oliveira, Kleber Lourenço, Leonardo Netto, Marcio Abreu, Mariana Lima, Múcia Teixeira, Natasha Corbelino, Paulo André, Renata Pimentel e Ronaldo Serruya
Citações incidentais: Caetano Veloso, Copi, Erasmo Carlos, João Guimarães Rosa, Samuel Beckett e Valère Novarina

ITAÚ CULTURAL

Presidente: Alfredo Setubal
Diretor: Eduardo Saron
Gerente do Núcleo de Artes Cênicas: Galiana Brasil
Coordenador do Núcleo de Artes Cênicas: Carlos Gomes
Produção: Andréa Martins
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Roberta Roque
Edição e finalização de som: Cinemática Audiovisual (terceirizada)
Locução: Adriana Braga, Julio de Paula e Malu Pontes (terceirizados)
Trilha musical: "El río fluye", de Reuven Bransburg

O Itaú Cultural (IC), em 2019, passou a integrar a Fundação Itaú para Educação e Cultura, com o objetivo de garantir ainda mais perenidade às suas ações e o seu legado no mundo da cultura, ampliando e fortalecendo o seu propósito de inspirar o poder criativo para a transformação das pessoas.

Veja também

Uma luz no fim do mundo

O que acontece com o cinema e o que ele pode fazer quando a realidade vira cada vez mais um filme-catástrofe