A cineasta Maria Augusta Ramos e o cineasta, rapper, ator e escritor MV Bill falam sobre a construção dos filmes Justiça e Falcão – Meninos do Tráfico, respectivamente. Apontando o punitivismo como consequência da espetacularização, Maria Augusta diz que busca humanizar as pessoas que retrata, revelando suas individualidades. MV Bill, por sua vez, aborda o florescer de novas mentes na comunidade, uma geração atuante que dribla as barreiras impostas pelas estruturas sociais.

Maria Augusta e MV Bill encerram o papo falando sobre o lugar político e pedagógico de seus filmes e sobre os próximos projetos, considerando o atual cenário político.

Conversa gravada em 2020 e mediada remotamente pelo curador, roteirista e diretor Ewerton Belico.

Ouça todos os episódios já disponíveis do podcast Versões do tempo aqui no site ou em aplicativos especializados, como o Spotify, no celular ou no computador – basta pesquisar o nome dos programas.

Confira ainda, no canal do Itaú Cultural no YouTube, a entrevista realizada em 2005 com MV Bill e o antropólogo Luiz Eduardo Soares para o programa Jogo de Ideias. O artista também foi um dos convidados da oitava edição do evento Encontros Poéticos, em 2013.

ITAÚ CULTURAL

Presidente: Alfredo Setubal
Diretor: Eduardo Saron
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Kety Fernandes Nassar
Apresentação: Ewerton Belico
Produção audiovisual: Amanda Lopes da Silva (estagiária) e Ana Paula Fiorotto 
Captação de som: Tomás Franco (terceirizado)
Finalização de som: Cinemática Audiovisual (terceirizada)
Locução: Adriana Braga (terceirizada)
Trilha musical: “Follow the wild path”, de Max H.

O Itaú Cultural (IC), em 2019, passou a integrar a Fundação Itaú para Educação e Cultura, com o objetivo de garantir ainda mais perenidade às suas ações e o seu legado no mundo da cultura, ampliando e fortalecendo o seu propósito de inspirar o poder criativo para a transformação das pessoas.

Veja também