Classificação indicativa: Livre

O Interior de Todas as Coisas É Infinito (Lucas Lopez, 2020, 3 minutos)

SINOPSE: “O interior de todas as coisas é infinito: de todas as casas, de todas as pessoas, de todos os riscos e de todas as pessoas e seus riscos. Dentro da fragilidade desses dias tenho visto o futuro, esse lugar onde (talvez) nossa velhice mora, nos acenando, ainda não sei se como quem aguarda ou como quem se despede. Mas a vontade é esta: conseguir olhar para dentro das pessoas e das coisas, como tenho olhado para dentro da casa. Perceber os tesouros, infinitos, dentro de tudo e dentro de cada um.”

[livre para todos os públicos]

A obra faz parte da segunda edição do Festival Arte como Respiro. Confira a programação completa.

Veja também