Classificação indicativa: Livre

Night & Day

(Ilê Sartuzi, 2020, 5min)
 
Uma câmera dessubstancializada percorre um trajeto dentro de um apartamento. Em seu
lento e contínuo movimento, observa um ambiente marcado pelo sentimento de ausência.
No desenvolvimento do percurso, a câmera penetra um outro ambiente – idêntico ao anterior –,
mas envolto pela noite. Explora este espaço por meio do mesmo percurso estabelecido em um tempo dilatado de devaneio, quase mântrico. O vídeo, portanto, reitera um mecanismo de repetição em loop pela continuidade desses dois espaços contíguos e idênticos. O cruzamento desses ambientes, que esmiúçam nada, aponta tão somente para uma atenção sem foco que, sucessivamente, retorna ao ponto de início e embaralha as diferenças de tempo em um
mesmo espaço.
 
Essa zona torna-se também um lugar mental encerrado em si mesmo, delimitado e infinito.
 
[livre para todos os públicos]
 
A obra faz parte da segunda edição do Festival Arte como Respiro. Confira a programação completa.
 

Veja também