Renata Motta, do Icom Brasil, explica a origem e a história dessa instituição, que tem como principal objetivo a proteção de bens culturais por meio da prevenção e da capacitação de profissionais e instituições. Ela fala sobre a importância de dar visibilidade a esse tema, às plataformas colaborativas e às ferramentas atualmente disponíveis ou em desenvolvimento para compartilhamento de informações e dados relacionados aos bens culturais brasileiros. 

Depoimento captado em junho de 2018, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo/SP, durante a realização do seminário Proteção e Circulação de Bens Culturais: Combate ao Tráfico Ilícito.

Assista a outros depoimentos de especialistas nacionais e estrangeiros sobre esse tema na playlist Proteção e Circulação de Bens Culturais.
 
Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Artes Visuais: Sofia Fan
Produção-executiva: Nicole Plascak
Gerente do Núcleo de Inovação e Observatório: Marcos Cuzziol
Produção: Ediana Borges Lima
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Camila Fink e Letícia Santos
Captação e edição: Sacisamba
 

Veja também

Produção Independente em foco | Entrevista com Mariana Sayad

“Pouso Alegre cresceu e a cultura precisa de mais espaços para acontecer”, diz Mariana Sayad em entrevista sobre a importância da produção e políticas culturais na cidade, bem como sobre as atividades desenvolvidas pelo Observatório Luneta