Arany Santana, Hildelice dos Santos, Antônio Carlos dos Santos Vovô, Iana Marucha, Kehindê Boa Morte, Vivaldo Benvindo e Val Benvindo, nomes representantes e atuantes no Ilê Aiyê, falam sobre o que é ser negro com base em suas existências.

Como um grito de resistência contra os desmandos históricos que oprimem a liberdade e a majestade que habita cada pessoa – no caso, os negros –, a 42ª Ocupação homenageia a trajetória do Ilê Aiyê. 

Depoimentos gravados em julho de 2018, em Salvador/BA.

Saiba mais sobre a exposição.

Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Comunicação e Relacionamento: Ana de Fátima Sousa
Coordenador de conteúdo: Carlos Costa
Entrevistas: Carlos Costa e Jullyanna Salles
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Roberta Roque
Captação de imagens: André Seiti, Nove Noventa (terceirizada) e Richner Allan
Pesquisa e roteiro: Richner Allan e Roberta Roque
Edição: Richner Allan
Som direto: Tomás Franco (terceirizado)
 

Veja também

A senhora me viu, subiu o vidro e saiu correndo

Queria poder pensar em dias melhores. Queria que a consciência racial fosse presente e nós, a camada mais pobre, parasse de sofrer por tão pouco. Eu quero ir além da vida ou morte. Eu não quero ter medo de viver