O documentarista e sonorista Felippe Mussel e o realizador Gilmar Galache falam sobre como incluir a voz do outro no filme, a partir de suas experiências. Eles comentam a importância de outras línguas em um país que tradicionalmente se vê como monoglota, pontuando que cada língua traz consigo um universo inteiro de crenças, jeitos de ser e de levar a vida, e que, por meio do cinema, esse território se expande além da fronteira física. 

Felippe e Gilmar falam também do valor de pensar o papel dramático e narrativo do som, da construção de uma sensibilidade e de uma percepção sonora a partir de territórios diferentes, como o urbano e o rural, e da descoberta de um universo sonoro através de dispositivos eletrônicos.

Conversa realizada remotamente em 2020 pelo curador, roteirista e diretor Ewerton Belico. 

No canal do YouTube do Itaú Cultural:

Participação de Gilmar Galache no evento Mekukradjá 2020 – imagens que reinventam o mundo:

Ouça todos os episódios já disponíveis do podcast Versões do tempo aqui no site ou em aplicativos especializados, como o Spotify, no celular ou no computador – basta pesquisar o nome dos programas.

ITAÚ CULTURAL

Presidente: Alfredo Setubal
Diretor: Eduardo Saron
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Kety Fernandes Nassar
Apresentação: Ewerton Belico
Produção audiovisual: Amanda Lopes da Silva (estagiária) e Ana Paula Fiorotto
Captação de som: Tomás Franco (terceirizado)
Finalização de som: Cinemática Audiovisual (terceirizada)
Locução: Adriana Braga (terceirizada)
Trilha musical: “Follow the wild path”, de Max H.

O Itaú Cultural (IC), em 2019, passou a integrar a Fundação Itaú para Educação e Cultura, com o objetivo de garantir ainda mais perenidade às suas ações e o seu legado no mundo da cultura, ampliando e fortalecendo o seu propósito de inspirar o poder criativo para a transformação das pessoas.

O documentarista e sonorista Felippe Mussel e o realizador Gilmar Galache participam do podcast Versões do tempo. O programa é apresentado por Ewerton Belico | foto: Itaú Cultural

 

Veja também

Versões do tempo – Jogo de Cena

A pesquisadora, crítica e ensaísta Ilana Feldman e o crítico, pesquisador de cinema e cocurador da Ocupação Eduardo Coutinho Carlos Alberto Mattos falam sobre a importância de Jogo de cena, de Eduardo Coutinho