205  resultados encontrados  para busca por
um certo alguém 

Quer procurar também na Enciclopédia Itaú Cultural? Clique aqui

 

Navegue também pelo conteúdo do site do projeto Ocupação



Resultados encontrados para um certo alguém


Cantora Layta em foto p&b, com cabelos soltos e longos. Olha de maneira séria para a foto.
imagem: Jorge Bispo

Laya, um certo alguém

Vocalista e fundadora da banda O Jardim das Horas, Laya diz ter “pequenas saudades” de coisas simples, como a criação em grupo
Jovem rapaz usando óculos de grau com armação escura aparece de close, sério. Seus cabelos são levemente cacheados e compridos, na altura das orelhas.
imagem: Isaias Nani

Dizin, um certo alguém

Músico tem saudade de “tempos mais simples, com amigos que não estão mais por perto”
Fotografia em preto e branco do fotógrafo agachado no chão. Ele é branco, tem cabelos ondulados na altura da orelha, usa óculos de grau e sorri de boca fechada. Ele segura uma flor de papel. A imagem, corta a testa e o topo da cabeça dele. Ao seu lado há um banquinho com um gato de pelúcia em cima. Ao fundo há livros, do lado direito há uma janela aberta.
imagem: Olivia Cruz Russo

Felipe Russo, um certo alguém

“O mundo é cheio de pequenos gatilhos que desmontam nossa guarda e nos permitem por alguns instantes simplesmente sentir”, diz o fotógrafo
Karine Teles é uma mulher branca. Ela tem olhos verdes, sobrancelhas finas e cablo ondulado, com luzes. A atriz veste uma camiseta preta.
imagem: divulgação

Karine Teles, um certo alguém

“Além de me emocionar com obras de arte que pesquiso, assisto, leio e ouço, eu me emociono com as pessoas”, fala a atriz
Lela Brandão é branca, tem cabelo comprido, liso e preto, com alguns fios grisalhos, e usa um piercing de argola no nariz. Ela veste uma camiseta preta sem manga. Ao fundo, quadros e uma almofada colorida.
imagem: divulgação

Lela Brandão, um certo alguém

“O que me pega são momentos ‘comuns’, mas em que percebo que realmente estou viva”, conta a artista visual
Roger Mello é um homem branco, com cabelo curto e grisalho. O fundo da foto e a camiseta de Roger são coloridas e repletas de formas geométricas.
imagem: Lee Sun Hyun

Roger Mello, um certo alguém

“Se as utopias morreram, façamos, ainda, desenhos na folha, na terra ou no tablet, como quem projeta um canto de luta”, reflete o ilustrador
Pedro Neschling veste blusa cinza e casaco marrom. Olha para a imagem. Tem barba e cabelos negros. O fundo da fotografia parece mostrar uma floresta ou praça. Ele é verde e embaçado.
imagem: Pedro Neschling

Pedro Neschling, um certo alguém

“Quando mais novo, enchia a boca para dizer que não sentia saudade, com um orgulho um pouco besta, um pouco ingênuo”, diz o artista
Fotografia colorida horizontal de Dona Jacira. Ela é uma mulher negra com cabelo loiro crespo e curto, com a raiz mais escura. Ela está com óculos de grau roxos, brincos e colar com pingentes arredondados, camiseta estampada nas cores azul, roxa, preta e branca e um crochê bege por cima. Segurando uma xícara branca na mão esquerda, ela olha para a frente, com um quase sorriso. Ao seu lado esquerda há um coador de café. Ao fundo, uma janela com grades de madeira deixa ver partes de uma árvores e uma parede de tijolos.
imagem: Demétrios dos Santos Ferreira

Dona Jacira, um certo alguém

“Sou uma mulher velha, preta, que já foi moça, que já foi criança, que já foi”, diz a artista sobre si
Fotografia em preto e branco de Beth Beli. A imagem mostra ela em primeiro plano, sorrindo para a câmera. Ela tem a pele negra e veste uma roupa branca, colar de contas e turbante. O fundo está desfocado.
imagem: divulgação

Beth Belisário, um certo alguém

“Imagino continuar sendo dona da minha própria coroa. Coroa essa que já carrego por causa dos meus tambores e das minhas ancestrais!”, diz a percussionista
Imagem mostra André Abujamra com camiseta vermelha e fone de ouvido.
imagem: divulgação

André Abujamra, um certo alguém

“Minha maior saudade é ter meus pais por perto. Tenho tantas histórias com eles que foram muito importantes na minha formação”, diz o artista
Imagem mostra a escritora Lorena Portela. Ela usa óculos e olha para a câmera.
imagem: divulgação

Lorena Portela, um certo alguém

“Quero ser velha, aumentar a lista de clássicos já lidos, ser tão sábia a ponto de parar de me preocupar com besteira”, diz a escritora
Foto preto e branco da artista visual Juliana Notari. Juliana é uma mulher branca, usa óculos e cabelos na altura dos ombros.
imagem: divulgação

Juliana Notari, um certo alguém

“Sempre me senti meio estranha no mundo, nos gostos, nos hábitos [...], mas é um estranhamento bom”, afirma a artista visual
Fotografia colorida de Tânia Farias. Ela aparece da cintura para cima encostada em uma parede cor de rosa. Ela está do lado esquerdo da foto, que é horizontal. Ela tem cabelo castanho cacheado na altura do ombro. Veste uma blusa laranja com desenhos marrons. Ela olha para a direita, séria.
imagem: Mariana Rotilli

Tânia Farias, um certo alguém

“Uma mulher de teatro, ou melhor, uma MULHER. E me custou muito tornar-me uma”. É assim que se define a atriz