Em comum o sotaque regional, o autodidatismo, o instrumento e o convívio com Dominguinhos, Lulinha Alencar e Mestrinho fazem em ToCantE uma homenagem ao mestre da sanfona. O duo apresenta o álbum no Palco virtual no domingo 1º de agosto, às 19h.

O disco traz um repertório de músicas autorais dedicadas a Dominguinhos, além de composições do próprio homenageado, e reverencia outros mestres, como o maestro Chiquinho do Acordeom, Jackson do Pandeiro e Pixinguinha.

ToCantE busca traduzir em música três gerações de sanfoneiros. Primeiro, a música de Luiz Gonzaga e sua maneira de tocar sanfona que formou Dominguinhos; depois, a música de Gonzaga e Dominguinhos, que forma até hoje sanfoneiros espalhados não só pelo Brasil, mas também pelo mundo. Em última instância, o álbum é um tributo ao instrumento compartilhado pelos músicos que prestam a homenagem e pelo mestre que a recebe.

Fotografia colorida com Mestrinho à esquerda e Lulinha Alencar à direita. O primeiro é negro, tem cabelo afro e está de camisa escura, sentado. O outro é também negro, tem o cabelo cacheado em um rabo de cavalo, está de pé, com blusa laranja e magenta e calça jeans. Os dois estão com sanfonas.
Lulinha Alencar e Mestrinho (imagem: José de Holanda)

Reserve seu ingresso neste link ou no botão abaixo.

Lulinha Alencar e Mestrinho [com interpretação em Libras]
domingo 1º de agosto de 2021
às 19h
[duração aproximada: 60 minutos]
on-line – plataforma Zoom/Sympla
Palco virtual – 270 ingressos

[livre para todos os públicos]

Atividade gratuita

Reserve seu ingresso [a partir do dia 14 de julho, às 12h, até esgotar] 

Saiba como acessar a transmissão via Sympla.

Veja também

Ativo 090721 | Das pretas

Winnie Bueno, colunista do site do Itaú Cultural, escreve sobre a importância do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha