Classificação indicativa: Livre

Quais são as perspectivas para o futuro quando pensamos em política e gestão cultural, economia da cultura e política para as artes? Com o objetivo de debater os desafios presentes em nosso segmento a partir do atual cenário de isolamento social, a série Diálogos Itaú Cultural convida dirigentes e agentes de diferentes áreas de expressão e regiões do Brasil para pensar a cultura em nosso país.

Hoje, 17 de junho, às 17h, Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural (IC), conversa com Antônio Grassi, diretor-presidente do Instituto Inhotim, e Ricardo Piquet, diretor-presidente do IDG (Museu do Amanhã e Paço do Frevo).

Antônio Grassi é diretor-presidente do Instituto Inhotim. Graduado em ciências sociais pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (Fafich/UFMG), possui ampla experiência em teatro, cinema e televisão, além de ter se dedicado, nos últimos anos, à formulação de políticas públicas para a área cultural.

Ricardo Piquet é diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), responsável pela gestão do Museu do Amanhã e do Fundo da Mata Atlântica. Empreendedor cultural e ambiental, é graduado em engenharia civil pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e mestre em gestão internacional pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Confira todos os nossos Diálogos aqui.

Veja também