Classificação indicativa: 14 anos

Episódio I: Uenda-Congembo (Morrer) trata das tensões étnicas e da busca de identidade cultural partindo do diálogo criativo com os vissungos. Tendo como pano de fundo o ambiente da mineração e dos enterros (práticas sociais onde esses cantos se desenvolveram), e em meio ao jogo entre memórias pessoais, dados históricos e metáforas poéticas, é traçado um caminho de reconstrução da relação entre ancestralidade e atualidade no corpo e na vida interior do ator, que trafega por diferentes figuras, criando uma autoetnoficção.

Veja também:
>>Cenas Negras | Histórias etnoficcionais são tema de espetáculo
>>Cenas Negras | "A Grande Encruzilhada" aborda movimento por direitos civis

O espetáculo integra a programação Cenas Negras em Encruzilhadas – Áfricas + Américas.

Episódio I: Uenda-Congembo (Morrer) [com interpretação em Libras]
sexta 22 de novembro de 2019
às 21h
[duração aproximada: 75 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 70 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.
 

Ficha Técnica

Atuação, direção, dramaturgismo e concepção sonoro-musical: Luciano Mendes de Jesus
Iluminação: André Mutton
Operação de luz: Serafim Mariano Asiram
Fontes textuais: Aires da Mata Machado Filho, Auguste de Saint-Hilaire e José Craveirinha
Orientação artística: Pedro Pires
Orientação teórica: Sônia Queiróz
Produção: Luciano Mendes de Jesus e Rita Teles

Veja também