Francisco Gusso e Pedro Giongo
Curta-metragem
Curitiba/PR

Tango é um filme de stop motion bidimensional cuja narrativa se passa em um vilarejo distante e acometido por uma dura estiagem. Uma vez por ano, a comunidade local escolhe uma pessoa para ser oferecida em sacrifício aos deuses em troca do retorno das chuvas. O filme narra a história de um desses eleitos.

Com argumento de Francisco Gusso e Pedro Giongo, do estúdio de animação e produções artísticas Tijucas, o filme é realizado com bonecos de papel articulados e controlados de forma manual. A ideia é contrastar o enredo denso com a leveza dos desenhos coloridos.

Como a história se passa em um lugar remoto e desconhecido, os diretores inventaram uma língua própria para esse vilarejo ‒ o que não se configura um empecilho para o entendimento, já que as ações são expressas nos gestos e nos símbolos dos personagens.

Além de dirigir o curta-metragem, Gusso e Giongo são os dubladores. Para criar o filme, se inspiraram no conto “Um Artista da Fome”, de Franz Kafka.

Saiba mais no Blog Rumos.

Veja também