Em 2017, o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer foi palco de grandes espetáculos de diferentes culturas e expressões artísticas, num total de 134 apresentações, sendo 58 delas gratuitas e 80 com recursos de acessibilidade [Língua Brasileira de Sinais (Libras) e/ou audiodescrição].

A casa recebeu cantores, cantoras, grupos, bandas, companhias de dança, de balé e de teatro, orquestras e formações vocais e instrumentais, entre artistas nacionais e internacionais. A programação foi composta de shows, concertos, espetáculos (dança, teatro e balé), exibição de filmes e mostras de teatro e cinema, que aconteceram nas plateias interna e externa e no foyer, destacando o caráter multicultural do Auditório.

Além disso, a casa abriu espaço para debates – que convidaram o público para refletir sobre questões importantes para a sociedade – e premiações.

Um espaço, várias culturas e estilos

Philip Glass, Jun Miyake e Ryuichi Sakamoto, Rincon Sapiência, Tim Bernardes, Hurtmold, Isca de Polícia, Barro, francisco, el hombre, Samuca e a Selva, Alessandra Leão, Tássia Reis, Leci Brandão, Banda Mantiqueira, Fábio Caramuru, Antonio Nóbrega, Jorge Aragão, Theo de Barros e Renato Braz, Grupo Bongar, Leo Fressato, Baleia, Breno Ruiz, Fabiana Cozza, Luiza Lian, Maciel Melo, Lucina, Xenia França, Anelis Assumpção, Barbatuques, Sandália de Prata, Maritaca 20 Anos, Paula Castro Cia. de Dança, Anacã Cia. de Dança, Ballet Paraisópolis, Cidadão Instigado, Quartabê, Noite dos Tambores, Banda Mirim, Ponto de Partida e Meninos de Araçuaí, IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro, Jazz Sinfônica, Coral USP, Ocam, Orquestra Jovem Tom Jobim, Coro Luther King, 41a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, Samsung Best of Blues, Sintonias Jazz Fest – Edição Brasil-Canadá, Orquestra Brasileira do Auditório (OBA), Orquestra Furiosa do Auditório (Furiosa)... Apenas para citar algumas das atrações que passaram pelo Auditório em 2017 e relembrar um pouco das apresentações.

O pianista e compositor Philip Glass - foto: Mujica Saldanha  / Auditório IbirapueraO guitarrista Joe Satriani durante o Samsung Best of Blues - foto: Rogério Vieira / Auditório IbirapueraTim Bernardes no show de lançamento do disco Recomeçar - foto: Mujica Saldanha  / Auditório IbirapueraDébora Falabella e Yara de Novaes no espetáculo Contrações, que fez parte da programação da IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro - foto: Mujica Saldanha  / Auditório IbirapueraBallet Paraisópolis no espetáculo Construindo Sonhos - foto: Mujica Saldanha / Auditório IbirapueraRincon Sapiência durante o show Galanga Livre - foto: Sergio Castro / Auditório IbirapueraO músico japonês Ryuichi Sakamoto durante concerto para a plateia externa do Auditório - foto: Sergio Castro / Auditório IbirapueraO músico japonês Jun Miyake durante concerto para a plateia externa do Auditório - foto: Sergio Castro / Auditório IbirapueraXenia França no show de lançamento de seu primeiro disco solo - foto: Mujica Saldanha  / Auditório IbirapueraO ator Silvero Pereira no espetáculo BR-TRANS, que fez parte da programação da IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro - foto: Rogério Vieira / Auditório IbirapueraA cantora Anelis Assumpção durante apresentação no Auditório - foto: Mujica Saldanha  / Auditório IbirapueraJorge Aragão em apresentação durante a Virada Inclusiva - foto: Rogério Vieira / Auditório IbirapueraIntegrantes do Barbatuques durante apresentação no Auditório - foto: Sergio Castro / Auditório Ibirapuera

Além disso, o Auditório criou diálogos com a produção de grandes artistas brasileiros por meio do projeto Navegando pela Enciclopédia, que presta homenagem a personalidades das nossas artes (cinema, dança, música, teatro, literatura e artes plásticas) a partir de verbetes da Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. Em 2017, os homenageados foram o compositor, cantor, violonista e poeta Dorival Caymmi (1914-2008) e a cantora Elza Soares.

Levantando e debatendo questões importantes

O Auditório ainda abriu espaço para abordar – e refletir sobre – importantes assuntos com o público, como o papel da arte diante dos conflitos sociais presentes nas grandes cidades contemporâneas, formas de expandir a oferta e o acesso à cultura na cidade, questões ligadas ao racismo, à sustentabilidade e à acessibilidade, em eventos como Brechas Urbanas, MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, Estéticas da Periferia, Virada Sustentável e Virada Inclusiva.

Propagando a música para as novas gerações

Os alunos da Escola do Auditório, sob a gestão do Itaú Cultural desde 2011, também subiram ao palco ao longo do ano para se apresentar em diferentes formações – como a Obinha, a OBA, a Furiosa e o Coro da Escola do Auditório –  e em espetáculos que contaram com a participação de grandes nomes da nossa música, como Anelis Assumpção, Chico César, Jards Macalé, Juçara Marçal, Marcelo Jeneci e Xenia França.

O que vem por aí em 2018

Enquanto a programação de 2018 não começa, é possível relembrar as apresentações que aconteceram em anos anteriores na página do Auditório Ibirapuera no YouTube. Nela estão disponíveis vídeos de apresentações e entrevistas de artistas que já passaram pela casa.

 

 

Veja também
Highlight large xenia fran%c3%a7a e oba audit%c3%b3rio ibirapuera por rog%c3%a9rio vieira

Escola do Auditório 2017

Em 2017, os alunos da Escola do Auditório subiram ao palco e se apresentaram em diferentes formaç...