Em homenagem ao trompetista José Carlos Barroso, o Barrosinho - morto em 5 de março -, o Estéreo Saci faz uma pequena retrospectiva de sua obra. Um dos mais importantes personagens do sopro brasileiro e um dos principais pilares do Movimento Black Rio - iniciado no final da década de 1960 -, fundou, com Luis Carlos Batera e Oberdan Magalhães, da lendária Banda Black Rio, famosa por sua mistura de samba gafieira e soul/funk na década de 1970. Nos anos 1980, acompanhou artistas renomados, como Luiz Melodia e Marcos Valle, entre outros. Depois, dedicou-se ao trabalho autoral e criou o ritmo maracatamba, combinação de samba, maracatu, jazz e ritmos latinos.

Músicas

Banda Black Rio - Caminhos da Roça - (Oberdan Magalhães - Barrosinho)
Banda Black Rio - Leblon via Vaz Lobo - (Oberdan Magalhães)
Banda Black Rio - Ibeijada - (Barrosinho - Cláudio Stevenson)
Banda Black Rio - Dança do dia - (Barrosinho - Jorjão)
Banda Black Rio - Melissa - (Oberdan Magalhães)
Banda Black Rio - Profissionalismo é isso aí - (João Bosco - Aldir Blanc)
Marcos Valle - Velhos surfistas querendo voar - (Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle - Leon Ware)
Barrosinho & Maracatamba - Campos dos Goytacazes - (Barrosinho)
Barrosinho & Maracatamba - Corina - (Barrosinho)
Barrosinho & Maracatamba - Banho de sopa - (Barrosinho)
Barrosinho - Asdrubal vendeu o trombone - (Barrosinho)
Barrosinho - Cidade Baleira - (Barrosinho)