Luciane Ramos Silva, antropóloga, bailarina e pesquisadora, fala de seu percurso profissional e analisa a transversalidade entre a antropologia e a dança em sua atuação. Ela conta como a antropologia fornece ferramentas para pensar e entender a multiplicidade do corpo brasileiro na dança e também fala do conceito de corpo em diáspora.

Depoimento gravado em fevereiro de 2017 no Itaú Cultural, em São Paulo/SP.

Veja mais vídeos da série Diálogos Ausentes.

Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Camila Fink e Roberta Roque
Entrevista e roteiro: Gabriel Carneiro (terceirizado)
Captação e edição: Belluah Produções