A antropóloga, bailarina, pesquisadora e gestora de projetos no Acervo África, Luciane Ramos Silva, apresenta um panorama histórico durante a abertura do ciclo de dança da série Diálogos Ausentes, que discute a presença e a obra de artistas negros em diversas áreas de expressão da cultura e da arte brasileiras

Luciane questiona as formas de habitar o mundo, o movimento e a multiplicidade do que comumente é colocado como “cultura negra” e dá ênfase à necessidade de recuperação histórica.

Com mediação de Diane Lima. Evento gravado em janeiro de 2017 na sede do instituto, em São Paulo/SP.

Veja mais vídeos da série Diálogos Ausentes.

Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Roberta Roque
Captação: Vocs
Edição: Belluah Produções

Veja também
Highlight large dancidades projetista 5879

Rumos 2015-2016: Dancidades

Trocar conhecimentos e experiências do fazer artístico, produzir coletivamente e discutir as formas de fazer dança no país com...