0 texto

Depois de percorrer o Brasil e grandes festivais internacionais, como o Austin City Limits, segundo maior dos Estados Unidos, Luisa Maita apresenta seu segundo álbum, Fio da Memória, no Itaú Cultural no dia 5 de julho. Mesclando diversas linguagens e estilos, a cantora vai do eletrônico ao tribal, passando pelo jazz e incorporando influências da música popular brasileira. O setlist do show também inclui algumas composições inéditas e faixas do primeiro CD, Lero-Lero (2010).

Com um ano na estrada e elogiada por veículos como Pitchfork, um dos mais respeitados na cena da música independente, e The New York Times, Luisa, neste segundo trabalho, mais experimental, se distancia do samba melódico, que marca seu primeiro álbum. Duas faixas de Lero-Lero acabaram por integrar a trilha sonora do filme Boyhood (2014), do cineasta norte-americano Richard Linklater, indicado ao Oscar 2015 em seis categorias – e vencedor na de Melhor Atriz Coadjuvante (Patricia Arquette).

“É engraçado porque os dois [trabalhos] são muito diferentes. O primeiro traz toda a minha formação artística, olha mais para o passado e conta com as minhas influências brasileiras. Por outro lado, o segundo olha mais para o futuro, mais eletrônico, influências de agora e do que estou ouvindo. Eu fui satisfazer todos os meus desejos de produção”, conta a compositora.

Paulistana, Luisa Maita tem o costume de caminhar pelas avenidas e vielas da cidade à procura de estalos poéticos. Isso se reflete em sua natureza fortemente inventiva e malemolente.

A cantora vem trilhando um caminho de experimentações já marcado por eventos relevantes em sua carreira. Em 2011, recebeu o Prêmio da Música Brasileira na categoria de Artista Revelação. Dois anos depois, participou de uma homenagem a Amado Maita (1948-2005) – seu pai e um dos compositores brasileiros do ano fértil que foi 1972 –, ao lado de intérpretes como Ed Motta e BNegão.

A gestação de Fio da Memória conta com a produção de Zé Nigro e Tejo Damasceno (em duas faixas), e o trabalho já passou por Boston, Chicago, Nova York, Toronto, Minneapolis e no festival em Austin. Na programação do evento, que incluiu nomes de peso, como Kendrick Lamar e Radiohead, Luisa era a única brasileira.

 

Luisa Maita na Sala Itaú Cultural [com interpretação em Libras]
quinta 5 de julho de 2018
às 20h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares


Entrada gratuita 


distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa


[livre para todos os públicos]

Veja também
Highlight large danilo moraes credito delphine lacroix

Danilo Moraes

Cantor, compositor e violonista paulistano apresenta seu sétimo disco, Obra Filha
onde: Itaú Cultural