O cineasta Nelson Pereira dos Santos fala sobre a relação entre cinema e literatura em sua obra. Fala sobre as adaptações "Vidas Secas" (1963), sobre Guimarães Rosa, sobre "Fome de Amor" (1968) e "Brasília 18%" (2004).

Depoimento gravado para a Ocupação Nelson Pereira dos Santos, em julho de 2013, na Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro/RJ.

A Ocupação Nelson Pereira dos Santos, em cartaz até dia 8 de setembro, no Itaú Cultural, em São Paulo/SP, traz, além da exposição, uma mostra de filmes.

Créditos:
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenação de Conteúdo Audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Direção e Edição: Karina Fogaça
Produção: Paula Bertola
Entrevista: Thiago Rosenberg
Captação de imagem: Cassandra Mello
Captação de Áudio: Alexandre Turina

Trechos de filmes: "Vidas Secas" (1963), "A Terceira Margem do Rio" (1994) e "Fome de Amor" (1968)

Parte 1: http://youtu.be/indLG5kYPm4
Parte 2: http://youtu.be/wuzMFud3PFE
Parte 4: http://youtu.be/4RP6Uyy5xiA