De 23 a 26 de julho, no Itaú Cultural, em São Paulo, a mostra audiovisual On_Off  chega à sua décima edição. Neste ano, o destaque são apresentações que trabalham a linguagem do som e do vídeo em formatos experimentais, com os artistas Artificiel e Mirella x Muep – que, além das performances, realizam workshops –, Fernando Velázquez e Tetine. Os três últimos exibem trabalhos inéditos. A curadoria é de Lucas Bambozzi (leia o texto de Lucas sobre as escolhas curatoriais).

Performances

O estúdio de criação Artificiel (Montreal, Canadá) realiza projetos artísticos com tecnologias digitais – integrando recursos da arte sonora, das artes visuais e do design de software e hardware em formas diversas, do espacial ao performático. Na quinta 23, às 20h, Alexandre Burton e Julien Roy, integrantes do grupo, realizam POWEr, performance baseada na manipulação da eletricidade – que, em tempo real, é modulada em uma variedade de efeitos visuais e sonoros.

Cena de POWEr, do grupo canadense ArtificielCena de POWEr, do grupo canadense ArtificielCena de Chumbo, do duo Mirella x MuepThe 4th World, do duo TetineCena de Branco, do duo Mirella x MuepCena de Branco, do duo Mirella x MuepCena de Reinos, de Fernando VelázquezCena de The 4th World, do duo Tetine

Mirella x Muep (São Paulo), duo formado pela artista multimídia e designer de luz Mirella Brandi e pelo músico, compositor e engenheiro de som Muepetmo, trabalham juntos desde 2006, explorando cinema expandido – que rompe com os limites de projeção e recepção do cinema tradicional – e instalação imersiva. Na sexta 24, apresentam, às 20h, Branco e, às 20h40, Chumbo.

Branco reúne artista e público no mesmo ambiente, quebrando o padrão de um distanciado do outro. Por meio de elementos básicos do cinema – a luz e o som –, tenta gerar estímulos sensoriais que alterem a percepção de tempo e espaço. Por sua vez, Chumbo, de forma não linear, parte de um roteiro predefinido que sofre alterações e usos renovados ao vivo, a cada exibição. A intenção é, mais uma vez, ampliar os modos de perceber a imagem e o áudio. Chumbo é inédita.

Fernando Velázquez (Montevidéu/São Paulo) é um artista multimídia uruguaio que vive na capital paulista. Produz vídeos, instalações, objetos e performances audiovisuais, deslocando para o campo da arte materiais da computação. Além disso, é doutorando em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). No sábado 25, às 20h, em Reinos, investiga as classificações e o reconhecimento de padrões aplicados à natureza pela ciência.

O duo Tetine (São Paulo/Londres) foi formado em 1995 no Brasil e, desde 2000, atua na Inglaterra. É composto dos performers e músicos Bruno Verner e Eliete Mejorado e desenvolve criações que lidam com cultura pop, arte performática, política do corpo, elementos autobiográficos e aleatoriedade. Fechando o On_Off, exibem no domingo 26, às 19h, The 4th World, em que os artistas se colocam em um futuro distópico no qual o mundo foi dominado por insetos. Nesse cenário, mostra-se a possibilidade de uma vivência inovadora, inesperada.

Workshops

As oficinas ocorrem das 14h às 18h. No dia 24, Alexandre Burton e Julien Roy falam sobre o funcionamento de POWEr e outros projetos do Artificiel. No dia 25, Bruno Verner e Eliete Mejorado comentam a atuação do Tetine nas artes visuais, no cinema e na música, a sua colaboração com outros artistas e a produção de The 4th World. São 25 vagas para cada workshop, com inscrições a partir de 14 de julho, pelos telefones 2168 1777 e 2168 1876, de terça a sexta, das 9h às 20h. 

Saiba mais na aba Programação. Veja uma retrospectiva do On_Off na aba Vídeos.

On_Off
quinta 23 a domingo 26 de julho de 2015

Gratuito – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência

Sala Itaú Cultural – 210 lugares
[os espetáculos não são indicados para pessoas com fotossensibilidade e epilepsia]