obra: Psicose
selecionados: Gisela Motta e Leandro Lima

Em 1998, o cineasta Gus Van Sant lançou sua própria versão do clássico Psicose, de Alfred Hitchcock. Com o mesmo nome, o mesmo roteiro, a mesma duração, a mesma trilha sonora, o remake só se desviou do original na medida em que colocou um novo elenco – e cores – nos enquadramentos do longa-metragem de 1960. Se muitos consideraram a empreitada uma coisa desprovida de sentido, outros a viram como uma maneira bem eficaz de questionar noções como as de autoria e reprodução no campo da arte.

Com a videoinstalação Psicose, a dupla paulistana Gisela Motta e Leandro Lima faz algo semelhante – e bastante diferente. Em vez de refilmar a história da secretária que foge com os dólares do chefe e acaba morrendo num motel gerenciado por um jovem perturbado, os artistas a recriaram lançando mão apenas de músicas, fotos e vídeos disponíveis em bancos de imagens/mídias on-line – muito usados no meio publicitário.


A dupla Gisela Motta e Leandro Lima

O objetivo do projeto, claro, não era fazer com que o público sentisse o mesmo frio na barriga que o thriller de Hitchcock vem gerando há mais de 50 anos, mas sim levantar algumas questões – de ordem estética, principalmente – ligadas a temas como a possibilidade de ressignificar imagens, o embate entre original e cópia e a relação entre cinema, artes visuais e cultura de massa.

Ao lado da “refilmagem”, a instalação apresenta todas as informações relativas a cada uma das imagens ou canções utilizadas – como nome, ano de produção, por que e por quem foram feitas. Confira, a seguir, o trailer da obra.

Esta não é a primeira vez em que Gisela e Leandro dialogam com trabalhos de grandes diretores de cinema. Em 2009, a dupla se inspirou no filme Disque M para Matar (1954), também de Hitchcock, para produzir uma instalação homônima. E os longas 2001 – uma Odisseia no Espaço (1968) e O Iluminado (1980), de Stanley Kubrick, serviram de base, respectivamente, para as obras Captcha e Overlook, ambas de 2012. Acesse o site dos artistas para saber mais sobre esses e outros projetos.