Estreou nesta semana no site do Itaú Cultural a coluna Poranduba, de Daniel Munduruku. No vídeo intitulado São Paulo de Piratininga, o escritor indígena fala sobre a cidade de São Paulo e sobre o nome – de origem indígena – de alguns de seus bairros, além de comentar a sua relação com a metrópole. Poranduba vem do tupi pora nduwa, que significa notícia, pergunta.

Para celebrar os 465 anos da cidade, reunimos alguns depoimentos que indígenas que vivem no estado de São Paulo concederam ao Itaú Cultural durante sua passagem pelo instituto no evento Mekukradjá – Círculo de Saberes.

Olívio Jekupé e Werá Jekagua Mirim, pai e filho, são da comunidade guarani da aldeia Krukutu, localizada na região de Parelheiros, no extremo sul da capital paulista. Eles comentam neste vídeo a luta pela demarcação de terras para garantir sustentabilidade e a preservação de seus costumes.

Nos vídeos abaixo, Davi Guarani, liderança da aldeia guarani do Parque Estadual do Jaraguá, aborda a história de resistência do povo Guarani e conta sua história, abordando situações de preconceito e intolerância que já viveu.

Veja também

São Paulo de Piratininga

O escritor indígena brasileiro Daniel Munduruku estreia sua coluna em vídeo falando sobre a cidade de São Paulo

Mekukradjá: ver com ouvidos atentos

Uma cobertura do Mekukradjá 2018: a importância da oralidade; saber acadêmico sobre o indígena versus saber acadêmico do indígena; e o uso das tecnologias para defender a cultura