Como parte de um processo de transformação em busca de aumentar a acessibilidade de sua produção para a comunidade surda, o Itaú Cultural trabalha desde 2012 com conteúdos audiovisuais em libras. Esta playlist será um acervo permanente de todo o material deste tipo já realizado pela instituição.

O educador Guilherme Ferreira apresenta o primeiro subsolo, que concentra a obra de protesto e luto de Zuzu Angel. O andar também possui um espaço com as cartas trocadas por Zuzu Angel com pessoas próximas e personalidades importantes, como o diplomata Henry Kissinger e o presidente Geisel. Também há nesse piso um espaço disponível para o público escrever suas próprias cartas. Conteúdo interpretado em libras com legendas em português para acessibilidade da comunidade surda.

Ocupação Zuzu é a 17ª edição do projeto. Performances, mostras de cinema e encontros com estilistas trazem à tona a multiplicidade da obra de Zuzu Angel e a legitimidade de sua luta contra a repressão da ditadura brasileira, que em 1971 prendeu e matou seu filho de 26 anos, Stuart Angel.

Com curadoria de Hildegard Angel, filha mais nova da estilista, do Itaú Cultural e de Valdy Lopes Jn, que também assina a cenografia da exposição, a Ocupação Zuzu fica em cartaz entre 1º de abril e 11 de maio de 2014, no Itaú Cultural.

Créditos:
Gerente do Núcleo de Educação e Relacionamento: Valeria Toloi
Coordenadora: Samara Ferreira
Concepção do Material: Claudia Malaco, Guilherme Ferreira, Isabela Quattrer e Sylvia Sato
Interpretação: Guilherme Ferreira
Adaptação do Texto: Erika Mota
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenação audiovisual: Kety Fernandes
Produção Audiovisual: Jahitza Balaniuk e Camila Fink
Edição de imagem: Rodrigo Lorenzetti
Vídeo: Alicia Peres Fotografia

Saiba mais sobre a Ocupação Zuzu.