Há uma sequência que bem diz: "O olho vê, a lembrança revê e a imaginação transvê". Emiliano Favacho, ator, palhaço e arte-educador, repete esses dizeres como mantra. De autoria do poeta Manoel de Barros, as palavras-companheiras sintetizam o intuito do agente cênico: enxergar além, com o auxílio da fantasia. Esse compromisso é visível nas atividades que Emiliano e a Cia. Achadouros trazem ao Itaú Cultural: nos dias 8 e 9 de setembro, o grupo monta a oficina Brincar e Criar com as Histórias do Zé – cuja proposta incentiva crianças a construir narrativas de forma coletiva – e o espetáculo Os Lavadores de Histórias, um convite para que todos resgatem lembranças da própria meninice.

Rio de afeto
Elaborar as duas ações, tanto a oficina quanto a peça, foi um processo bonito e vigoroso, como águas que correm fortes e carinhosas. Na composição teatral, aliás, há um rio simbólico, presente em forma de tecido: vem um relato aqui, desenha uma curva lá, encontra um afluente, ganha volume e vida. Emiliano assim percebe a feitura das obras. “O que me encanta, e até me emociono ao falar, é que tudo se deu com intensidade e muito afeto, desde as nossas primeiras conversas”, afirma. Foi em Criptina, cidade miúda do sul de Minas Gerais, que o projeto começou. Em uma feira literária, o ator conheceu Silvia Camossa, escritora que vê na linguagem uma companheira. Após o término do evento, o palhaço e a ficcionista mantiveram contato e descobriram uma afinidade: ambos trabalham para crianças. O tempo passou até que, em uma discussão com o grupo Achadouros, a ideia surgiu: por que não unir livros e saltimbancos? Desse modo, ficcionista e intérpretes arquitetaram Brincar e Criar com as Histórias do Zé.

E também Os Lavadores de Histórias, número que desponta de uma vontade antiga. “Queríamos um espetáculo bonito, para toda a família – incluindo os adultos. Sem infantilidades ou maneirismos bestas, e sim um tratamento ao público mirim de igual para igual”, destaca Emiliano. A trupe assistiu a vários filmes sobre a fase pueril, debateu, pesquisou mais e decidiu um recorte: vamos brincar? Escopo acertado, buscou por Silvia, já parceira, Tereza Gontijo, diretora, e… o poeta passarinho, Manoel, que sente a infância, o pequeno e o delicado.

A todo esse caldo somou-se ainda a bagagem adquirida em São Mateus, bairro periférico da capital paulista, onde desde 2014 a companhia faz intervenções. “Os pequenos de lá têm uma recepção incrível. Eles me fizeram pensar: o que é ser uma criança na periferia? Eu me abri para uma realidade que não foi a minha – classe média, escola particular – e aprendi bastante”, recorda o artista.

Inspirações diversas, pois, estão ali, no palco, nos causos de Urucum, Tom Tom e Jatobá, trio que se entranha nas águas, nos relatos. Emiliano deseja que na plateia sejam todos um pouco os personagens, um pouco inocentes, um pouco garotos. Um pouco como ele – que, guri, cantava “A Rita” e “Sem Compromisso”, músicas de Chico Buarque, para a sua mãe. Um pouco como quem, alegre, bate palma e pede bis.

Como de costume, o Fim de Semana em Família traz ainda o Cantinho da Leitura, que no mês de setembro dá destaque ao trabalho da escritora, ilustradora, professora e arquiteta Eva Furnari. Ganhadora do Prêmio Jabuti, ela é autora de títulos como Truks (1991) e A Bruxa Zelda e os 80 Docinhos (1994). No espaço os visitantes têm acesso à Feirinha de Troca, na qual a criançada pode trocar um livro, um gibi ou um DVD em bom estado por outro da nossa estante, e a uma seleção de publicações infantojuvenis. As atividades acontecem no piso térreo do Itaú Cultural, das 11h às 16h30.

Oficina Brincar e Criar com as Histórias do Zé [com interpretação em Libras]
sábado 8 e domingo 9 de setembro de 2018
às 14h
[duração aproximada: 90 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 20 crianças com um acompanhante cada uma

Entrada gratuita – inscrições a partir das 13h30

Espetáculo Os Lavadores de Histórias [com interpretação em Libras]
sábado 8 e domingo 9 de setembro de 2018
às 16h
[duração aproximada: 60 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 70 lugares

Entrada gratuita – distribuição de ingressos a partir das 14h

Cantinho da Leitura e Feirinha de Troca
sábado e domingo 9 de setembro de 2018
das 11h às 16h30
piso térreo

Entrada gratuita

[livre para todos os públicos]

Veja também