No dia 15 de agosto, terça-feira, o Coletivo Negro traz para o Itaú Cultural o espetáculo Ida, que levanta questões como o racismo estrutural que marca nossa sociedade e o processo de autodescoberta da mulher negra.

Em cena, a atriz paulista Aysha Nascimento e a bailarina mineira Verônica Santos interpretam a mesma personagem, Ida, uma arquiteta que se vê questionada por não incluir um espaço de segregação social – o “quarto da empregada” – entre os cômodos de um de seus projetos. A situação faz com que ela, tendo como base sua identidade de mulher negra, atravesse processos de amadurecimento pessoal, de posicionamento político e de interpretação da sociedade.

Aysha e Verônica dividem o palco com duas musicistas paulistas – Ana Gois (guitarra e saxofone) e Gisahs Silva (percussão).

Com direção geral de Flávio Rodrigues e direção musical da atriz e MC Dani Nega, a peça conta com texto escrito, em colaboração com o Coletivo Negro, pela cineasta Renata Martins.

Ida
terça 15 de agosto de 2017
às 20h
[duração aproximada: 60 min]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[classificação indicativa: 14 anos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também
Highlight large a hora e vez   bob sousa

A Hora e Vez

Interpretado pelo ator Rui Ricardo Diaz, monólogo tem como base o conto “A Hora e Vez de Augusto Matraga”, de João Guimarães Rosa
onde: Itaú Cultural