Em sinergia com a Ocupação Inezita Barroso, em cartaz de 27 de setembro a 5 de novembro de 2017, o Itaú Cultural realiza uma série de atividades – shows, debates e oficinas – que celebram, junto com a exposição, a vida e o legado da famosa cantora. Uma dessas programações é o projeto Navegando pela Enciclopédia, que tem como objetivo debater sobre as obras de grandes artistas brasileiros, tendo como ponto de partida o acervo da Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras.

Veja também:
>> Ocupação Inezita Barroso
>> Músicos homenageiam Inezita Barroso: Ceumar


Nesta edição, o debate conta com a presença de Paulo Freire, curador da Ocupação Inezita Barroso, e de Aloísio Milani e Alexandre Pavan, idealizadores do projeto No Gravador de Inezita, contemplado pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016. Por meio de verbetes da enciclopédia, os três discorrem sobre a obra de Inezita Barroso, que foi cantora, instrumentista, pesquisadora, folclorista, professora e atriz.

Nascida na cidade de São Paulo, em 4 de março de 1925, Inezita se consagrou como uma das mais famosas vozes femininas da música caipira. Em 1951, lançou seu primeiro disco, intitulado Funeral de um Rei Nagô. Seus maiores sucessos, no entanto, vieram depois, entre eles as canções “Moda da Pinga”, “Ronda” e “Lampião de Gás”. Além disso, marcou a memória dos brasileiros como apresentadora por quase 35 anos do programa Viola, Minha Viola, na TV Cultura. A cantora faleceu com 90 anos de idade, em 2015, e deixou também um importante trabalho como pesquisadora e folclorista, sempre comprometida a dar espaço para a produção musical caipira. Saiba mais sobre Inezita e sua carreira na Enciclopédia Itaú Cultural e no site da Ocupação Itaú Cultural.

Navegando pela Enciclopédia: Inezita Barroso [com interpretação em Libras]
quarta 11 de outubro de 2017
às 20h
Sala Vermelha (piso 3) – 70 lugares

[duração aproximada: 90 minutos]

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também