14 texto

De 8 a 10 de junho fica em cartaz no Itaú Cultural o espetáculo que relembra a história de Stela do Patrocínio – poeta nascida na década de 1940 que, diagnosticada como psicopata e esquizofrênica, passou por mais de 30 instituições psiquiátricas e desenvolveu um discurso de alto teor poético.

Veja também:

>> Camarim em Cena com Cleide Queiroz

No palco, a atriz Cleide Queiroz, que acumula mais de 50 anos de carreira, dá voz e corpo à poeta, apresentando seu falatório carregado de angústias. Em uma hora de apresentação, o público é apresentado à sua trajetória e à rotina manicomial a qual foi submetida, familiarizando-se também com seu olhar de perplexidade diante da vida e dos seres humanos.

Criado por Elias Andreato, o espetáculo tomou por base o registro em áudio da obra de Stela do Patrocínio realizado na década de 1980 pelas artistas plásticas Neli Gutmacher e Carla Guagliardi, e posteriormente transcrito e organizado por Viviane Mosé no livro Reino dos Bichos e dos Animais É o Meu Nome.

Palavra de Stela [com interpretação em Libras]
sexta 8 a domingo 10 de junho de 2018
sexta e sábado às 20h
domingo às 19h
[duração aproximada: 60 minutos]

Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante | público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

[indicado para maiores de 14 anos]

ficha técnica

Texto Stela do Patrocínio
Adaptação e direção Elias Andreato
Elenco Cleide Queiroz
Preparação vocal e assistência de direção Raphael Gama
Desenho de movimento Roberto Alencar
Música original e arranjos Jonatan Harold
Canto em latim e africâner Raphael Gama
Cenografia e figurino Mira Haar
Confecção de figurinos Judite de Lima
Aderecista Carlos Rebecca
Pintura artística Cesar Rezende (Basquiat)
Desenho de luz Elias Andreato
Fotografia João Caldas
Coordenação do projeto Carlos Moreno
Direção de produção Sonia Kavantan
Produção Lilian Takara
Realização CIC  Produções Artísticas

Veja também
Highlight large severina grupo clari%c3%b4 foto andr%c3%a9 piruca

Quintas Crespas

Série de encontros busca reunir artistas negros do teatro e da performance para discussão e construção de material crítico sobre os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos por esses artistas no panorama do teatro nacional
onde: Itaú Cultural
Highlight large cia dos comuns candaces 01 foto ier c3 8a ferreira

A cena negra em foco

O chamado teatro negro brasileiro nasceu da conscientização de que a ausência de negros e negras nos palcos não era uma questão individual, pessoal, de incapacidade, mas estrutural e coletiva. Para problemas coletivos, soluções coletivas