Tímido e pouco afeito ao mundo da música, o músico inglês Nick Drake (1948-1974), ao longo de sua breve vida, lançou apenas três discos e não chegou a fazer uma dezena de shows. Após sua morte aos 26 anos, porém, sua obra ganhou admiradores mundo afora e ainda hoje é reconhecida como uma das mais originais produzidas nas últimas décadas.

Veja também:
>>Para começar a ouvir Nick Drake: pesquisador comenta os três discos do músico inglês

O músico inglês Nick Drake (imagem: Julian Lloyd)

Para dar voz ao particular cancioneiro de Drake, foram convidados a cantora Blubell e o músico Gui Amabis, que se apresentarão em espetáculo gratuito nos dias 27 e 28 de abril. Dirigido por Regis Damasceno, o show conta com banda formada por Meno del Picchia (baixo), Thomas Rohrer (rabeca e viola), Richard Ribeiro (bateria), Bruno Serroni (cello e piano) e Chris Mack (violão).

Idealizada pelo jornalista e pesquisador Eduardo Lemos, que estuda a obra do artista há quase uma década, a apresentação integra o projeto Nick Drake – Lua Rosa. Inaugurada em 2018, quando o músico completaria 70 anos, a iniciativa se desdobra em outras ações em celebração ao músico, como oficinas, conteúdos digitais e livro, todos inéditos.

Nick Drake – Lua Rosa [com interpretação em Libras]
sábado 27 e domingo 28 de abril de 2019
sábado às 20h | domingo às 19h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos

público preferencial: uma hora antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também