A recriação de clássicos da dramaturgia é um dos pilares do trabalho da Companhia da Memória, grupo que iniciou, em 2016, a Pentalogia do Feminino, projeto concebido por Ondina Clais e Ruy Cortez. Neste conjunto de espetáculos, há uma investigação da linhagem matrilinear e dos arquétipos femininos – e, entre os títulos selecionados, está Réquiem para o Desejo, cujas apresentações, no Itaú Cultural, ocorrem nos dias 22, 23 e 24 de março.

Por meio da recriação de Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams, a peça enfocada, com com dramaturgia de Alexandre Dal Farra, investiga a violência contra a mulher e as pessoas negras a partir das estruturas de poder e dominação do neocolonialismo e do machismo. Em um cenário de terra arrasada, Stella, Blanche, Stanley e Mitch, as quatro personagens, buscam maneiras de estruturar suas relações, que quase sempre resultam em explosões, choques irracionais e falta de explicações. 

Réquiem para o Desejo [com interpretação em Libras]
sexta 22 de março de 2019 | 20h
sábado 23 de março de 2019 | 20h
domingo 24 de março de 2019 | 19h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial
: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

[classificação indicativa: 16 anos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também