Entre os dias 15 de março e 13 de maio, o Itaú Cultural apresenta uma exposição que reúne parte da vasta obra do escultor Véio, nascido em 1947 no interior do Sergipe – onde vive até hoje. Com curadoria de Agnaldo Farias e Carlos Augusto Calil, Véio – a Imaginação da Madeira traz para o público, pela primeira vez fora do sertão sergipano, peças da coleção que o artista mantém em sua casa e que dialogam com o cotidiano do povo sertanejo.

Um dos dez escolhidos pelo Prêmio Itaú Cultural 30 Anos, promovido em 2017 para destacar artistas cuja contribuição impactou o cenário cultural brasileiro nas últimas três décadas, Véio – ou Cícero Alves dos Santos – trabalha com madeira e cria peças de dimensões variadas, indo de um palito de fósforo até troncos grandiosos.

Veja também:
>>Visitas educativas

Leia também a publicação feita para a exposição:

 

 

 

A exposição ocupa três andares do Itaú Cultural e conta com projeto expográfico de Adriana Yazbek.

Clique aqui para saber mais sobre Véio na Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras.

Veja também o documentário Véio (2005), dirigido por Adelina Pontual, com produção de Chica Mendonça, João Vieira Júnior e Nara Aragão.

 

Véio – a Imaginação da Madeira

abertura
quarta 14 de março de 2018
às 20h

visitação
quinta 15 de março a domingo 13 de maio de 2018
terça a sexta, das 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h
pisos 1, -1 e -2

Veja também